Início Brasil Vacina para crianças: Conass apoia Anvisa e cobra da Saúde mais doses

Vacina para crianças: Conass apoia Anvisa e cobra da Saúde mais doses

4
0

Agência autorizou, nesta quinta-feira (16/12), aplicação do imunizante da Pfizer contra Covid-19 em crianças de 5 a 11 anos

O Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) manifestou apoio à decisão desta quinta-feira (16/12) da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A autarquia autorizou a aplicação do imunizante da Pfizer contra Covid-19 em crianças de 5 a 11 anos.

“Tendo em vista que para dar início à vacinação nesta faixa etária será necessária formulação específica desta vacina com um terço da fórmula “padrão” (10 microgramas por dose), o Conass aguarda posicionamento do Ministério da Saúde quanto à sua aquisição, o que é de sua competência”, destaca a entidade.

De acordo com a Anvisa, a vacina será aplicada em duas doses, com intervalo de 21 dias entre cada uma.

Além disso, a dosagem do imunizante será especial, de apenas 3 microgramas. Para adultos, o volume é de 10 microgramas.

O Conass lembrou que o Instituto Butantan apresentou, recentemente, novo pedido à Anvisa para aplicação da Coronavac em crianças de 3 a 11 anos:
“Aguardamos também, com expectativa, o processo de avaliação da vacina Coronavac, do Instituto Butantan, para a vacinação de crianças e adolescentes de 3 a 17 anos, já amplamente utilizada em outros países, com disponibilidade imediata no Brasil e desenvolvida em plataforma conhecida, segura, eficaz e que permite a execução ordinária das demais vacinas do Programa Nacional de Imunização (PNI).”, segue a nota.

Este é o segundo pedido do Butantan para indicação do imunizante a essa faixa etária: de 3 a 17 anos.

O primeiro pedido apresentado em julho foi avaliado pela Anvisa e negado por causa da limitação de dados dos estudos apresentados naquele momento.

O prazo de avaliação da Anvisa para este novo pedido é de até 30 dias. Segundo o Governo de São Paulo, existem 15 milhões de doses prontas para serem fornecidas.
Veja a nota completa do Conass, assinada pelo presidente Carlos Lula:

O Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde) manifesta apoio à decisão técnica da Anvisa em aprovar a indicação da vacina desenvolvida pela Pfizer/Wyeth para crianças da faixa etária de 05 a 11 anos.

Destaca-se que o imunizante já foi aprovado para esta faixa etária pela Agência Europeia de Medicamentos (EMA), pela Agência Americana Food and Drug Administration (FDA) e pelo governo de Israel.

Tendo em vista que para dar início à vacinação nesta faixa etária será necessária formulação específica desta vacina com um terço da fórmula “padrão” (10 microgramas por dose), o Conass aguarda posicionamento do Ministério da Saúde quanto à sua aquisição, o que é de sua competência.

Aguardamos também, com expectativa, o processo de avaliação da vacina Coronavac, do Instituto Butantan, para a vacinação de crianças e adolescentes de 03 a 17 anos, já amplamente utilizada em outros países, com disponibilidade imediata no Brasil e desenvolvida em plataforma conhecida, segura, eficaz e que permite a execução ordinária das demais vacinas do Programa Nacional de Imunização (PNI)

Leia mais

https://www.metropoles.com/brasil/saude-br/vacina-para-criancas-conass-apoia-anvisa-e-cobra-da-saude-mais-doses

Artigo anteriorEm ação inédita no país, Assembleia aprova Estatuto dos Povos Indígenas no Maranhão
Próximo artigoVereador Astro de Ogum visita secretário Márcio Jerry buscando melhorias em ações estruturais
Jornalismo Faculdade Estácio MA Especialistas em Marketing Digital RP -19-03MA Blogueira por paixão

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui