Início Sem categoria U.E.B. Alberto Pinheiro recebe alunos após Prefeitura entregar prédio totalmente reformado

U.E.B. Alberto Pinheiro recebe alunos após Prefeitura entregar prédio totalmente reformado

1
0

Insira uma legenda

 

Alunos retornam à U.E.B. Alberto Pinheiro após Prefeitura entregar prédio reformado

Depois de passar por uma reforma total, a Unidade de Educação Básica (U.E.B) Alberto Pinheiro, um das mais importantes e tradicionais escolas públicas municipais de São Luís, volta a oferecer ensino de qualidade dos tempos áureos da escola que tem 85 anos de fundação. A U.E.B foi entregue pelo prefeito Edivaldo no último sábado (16) com salas climatizadas, quadra esportiva e toda infraestrutura necessária para garantir conforto para professores e alunos e melhoria no processo ensino-aprendizagem. O retorno da comunidade escolar a unidade de ensino esta semana trouxe boas perspectivas a professores e aos quase 800 estudantes matriculados na unidade de ensino.

“A escola agora está apta para garantir às futuras gerações instalações mais adequadas e um ensino ainda melhor. E por se tratar de um prédio tombado como Patrimônio Histórico, sendo extremamente importante para a memória da nossa cidade, os serviços realizados na unidade foram executados com muito cuidado de modo a respeitar e garantir a manutenção de suas características originais”, afirmou o prefeito Edivaldo.

O secretário municipal de Educação, Moacir Feiosa, destacou a importância da escola para a memória da cidade. “A escola Alberto Pinheiro tem um expressivo histórico de formação de muitos cidadãos ludovicenses. Além de ser uma das mais tradicionais escolas públicas de São Luís, a unidade tem ainda grande valor sentimental para muitos moradores da capital que construíram parte de sua vida escolar nela”, pontuou o secretário.

PERTENCIMENTO

Segundo a diretora da U.E.B., Paulicéia Coelho Silva, no retorno ao prédio depois da restauração das instalações, os alunos, além de satisfeitos, têm correspondido à campanha que desencadeou o sentimento de pertencimento do patrimônio. “Antes mesmo de retornarmos para este prédio fizemos uma campanha com pais e alunos com vistas à preservação da escola após a reforma”, lembra a diretora.

“Gostei muito. Está tudo muito lindo. O que mais gostei foi das salas, principalmente do ar-condicionado. Agora a gente assiste aula com gosto”, disse Rayla Diniz, moradora da Camboa, aluna do 4º ano. Nos três turnos de funcionamento, a escola atende estudantes de São Luís e dos municípios da região metropolitana, como Raposa e Paço do Lumiar.

No refeitório, em fila, os estudantes mais antigos comparam a nova com as antigas instalações. “Lá era muito ruim. Agora está muito bom”, afirmou Mateus Ribeiro Ponto, morador do bairro Areinha.

Para a professora Cláudia Chaves, a mudança de endereço deu outro ânimo tanto para ela como para os alunos. “Agora estamos no céu”, diz a professora. Na sala de aula do turno matutino, Claudia Chaves leciona para 25 alunos, a média de ocupação das salas de aula. Nas maiores o número de estudantes chega a 35.

A diretora acredita que as novas instalações poderão contribuir para uma maior aproximação dos pais com a escola. Paulicéia Silva enfatiza que com essa aproximação será possível fortalecer o Programa de Acompanhamento Individual (PAI), que registra o histórico e avaliação do aluno em sala de aula. “Neste primeiro momento percebi que os líderes da sala estão entusiasmados com as novas instalações e isso vai se refletir no PAI e na conservação do prédio”, explica a diretora.

A Alberto Pinheiro atende cerca de 400 alunos pela manhã do 1º ao 5º ano, entre 7h30 e 11h30. À tarde são pouco ais de 300 alunos distribuídos do 6º ao 9º ano. No horário noturno estão funcionando três turmas da Educação de Jovens e Adultos (EJA), com mais de 100 alunos matriculados.

SERVIÇOS

A unidade passou por serviços de restauração de toda a sua estrutura física e foi entregue totalmente climatizada. A escola, que apresentava problemas estruturais, rachaduras nas paredes e desgaste de toda a parte de ferro, entre outros problemas, teve também a estrutura de fundações reforçada com a construção de novos pilares e paredes.

Foram executados também na unidade serviços de retelhamento, madeiramento e colocação de novos forros. Teve ainda todo o sistema elétrico trocados por novos cabeamentos, lâmpadas, interruptores, tomadas, além de instalação de cabos para receber a instalação de 21 aparelhos de ar-condicionados para a climatização das salas de aula, da biblioteca e sala de informática.

O serviços realizados na escola contemplaram ainda melhoria do sistema hidrossanitário, com substituição de bancadas de granito, portas de alumínio, cubas, vasos sanitários, torneiras, chuveiros, substituição de tubulações de esgoto e água potável, substituição de vasos sanitários caixa de descarga.

Teve todo o piso e revestimentos dos banheiros substituídos, remoção de pisos das salas de aula para colocação de novas cerâmicas; nova pintura interna e externa; substituição de portas e janelas, entre outros serviços, como a reforma geral da quadra esportiva e sua tela de proteção.

Com a reforma, a escola ganhou espaço adequado para desenvolvimento de atividades pedagógicas, amplo e confortável refeitório, biblioteca com acervo atualizado, espaço reservado para as atividades do programa ‘Educar Mais’, banheiros separados por sexo e faixa etária e acessibilidade. Com 13 salas de aula, todas climatizadas, a escola tem ainda quadra poliesportiva oficial.

TRADIÇÃO

A história da Escola Alberto Pinheiro se confunde com a própria história de vida de milhares de maranhenses que passaram por ela, desde 1932, data de sua fundação. De lá para cá, foram 85 anos formando crianças e jovens maranhenses e elevando o nome da escola ao patamar das mais requisitadas pelos pais.

Muitos dos alunos antigos da unidade guardam até hoje passagens memoráveis vividas nos tempos áureos da escola, como relata o operador de máster, Adérito Almeida Júnior, 48 anos, que estudou da 5ª a 8ª série na escola. “Lembro que quem estudava na Alberto Pinheiro usufruía de respeito e admiração, porque a escola sempre foi considerada uma das melhores da cidade e toda família queria colocar seus filhos para fazerem o antigo primário na escola. Alguns dos melhores momentos da minha infância e pré-adolescência eu vivi nela e fico feliz de saber que foi amplamente restaurada pela Prefeitura”, disse o antigo estudante da unidade. Em época mais recente, quem também estudou na unidade foi a atleta maranhense Ana Paula, jogadora da seleção maranhense de handebol.

SAIBA MAIS

A U.E.B. Alberto Pinheiro recebeu este nome em homenagem a Alberto Marques Pinheiro, filho de portugueses, nascido em São Luís, em junho de 1846. Ele foi vereador da capital, inspetor de Instrução Pública Municipal, cônsul do Paraguai no Maranhão e era jornalista, redator chefe do antigo Diário do Maranhão. Alberto Marques Pinheiro faleceu em maio de 1927, aos 81 anos.

Artigo anteriorInformativo da câmara Municipal de São Luis
Próximo artigoAlunos da rede municipal apresentam projetos de formação em programa ambiental
Jornalismo Faculdade Estácio MA Especialistas em Marketing Digital RP -19-03MA Blogueira por paixão

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui