Início Sem categoria Temer vai à Ásia e Cármen Lúcia deve assumir de novo a...

Temer vai à Ásia e Cármen Lúcia deve assumir de novo a Presidência

0
0
 

Temer deve se ausentar por quase dez dias em maio

Temer deve se ausentar por quase dez dias em maio

Depois de adiar um giro pelo Sudeste Asiático em janeiro por conta de problemas de saúde, o presidente Michel Temer voltou a programar a viagem para a região e deve se ausentar por quase dez dias em maio, o que obrigará a presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministra Cármen Lúcia, a assumir novamente a Presidência da República.

Os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Eunício Oliveira, que são os primeiros respectivamente na linha de sucessão do presidente, não podem assumir o cargo por conta de uma vedação da lei eleitoral, à qual estão sujeitos por pleitearem um cargo nesta eleição. Nesse contexto, toda vez que a Presidência de República fica vaga, Maia e Eunício buscam providenciar alguma viagem ao exterior.

Temer deve embarcar do Brasil no dia 5 de maio e passar por quatro países da região. Entre os dias 7 e 9, o presidente visitará Cingapura. Na sequência, vai a Bangkok (Tailândia), onde deve chegar dia 9 e partir dia 10. Depois, entre os dias 10 e 12, visitará Jacarta (Indonésia). E por fim, passará outros dois dias em Hanói (Vietnã). A programação foi divulgada nesta terça-feira (17), pela Secretaria de Comunicação da Presidência.

O objetivo da viagem do presidente — além de encontros políticos já que deve ser recebido por todos os chefes de Estado — é promover uma série de agendas empresariais. Os compromissos oficiais e a comitiva de Temer ainda estão sendo fechados, mas possivelmente além de ministros o presidente deve ir acompanhado de alguns empresários brasileiros.

O Itamaraty negociou a nova data depois de o presidente ter sido vetado por recomendações médicas. No fim do ano passado, Temer foi submetido a um procedimento cirúrgico por conta de problemas urológicos e as longas horas de deslocamento atrapalhariam a recuperação do presidente.

Irritação

As viagens de Temer têm irritado os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE). A irritação se deve ao fato de que terão de se ausentar do Brasil em plena campanha eleitoral, quando o democrata quer disputar o Planalto e o emedebista, reeleição.

Até outubro, Temer tem pelo menos outras duas viagens previstas. Em julho, o presidente deve ir para África do Sul para participar da reunião dos Brics. Em setembro, em plena campanha, o emedebista pretende participar da Assembleia-Geral da ONU em Nova York.

 Maia ainda não bateu martelo para onde irá quando Temer estiver no Sudeste Asiático. Ele avalia ir para a Europa. O presidente da Câmara costuma abrir mão dos US$ 550, o equivalente a R$ 1.870, de diária a que tem direito. Mas costuma levar outros deputados, que podem receber US$ 428 (R$ 1.455) por dia.

Na viagem de Temer ao Peru na semana passada, Maia embarcou na quinta-feira, 12, para o Panamá, onde participou de reunião da Junta Diretiva do Parlamento Latino-Americano e do Caribe. A agenda se estendeu até a manhã do domingo, 15, e incluiu visitas ao Canal do Panamá e almoço com parlamentares panamenhos.

O presidente da Câmara viajou acompanhado de quatro deputados: Benito Gama (PTB-BA), Elmar Nascimento (DEM-BA), Heráclito Fortes (DEM-PI) e Hiran Gonçalves (PP-RR). A assessoria da Casa informou que Maia abriu mão da diária. Os outros parlamentares, porém, receberam a diária.

Já o presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), também não decidiu para onde irá durante a próxima viagem de Temer. Aliados dizem que ele considera acompanhar o presidente da República durante a viagem para a Ásia, mas eles ainda devem conversar pessoalmente sobre o assunto.

Por causa da recente viagem de Temer ao Peru, Eunício embarcou na última sexta-feira (14), em missão oficial para o Japão e só retornará na próxima sexta (20). Ele foi acompanhado da mulher e bancará com recursos próprios os gastos do casal. A expectativa é que ele faça o mesmo numa próxima viagem.

Eunício também viajou acompanhado. Foram ao Japão os senadores Jorge Viana (PT-AC), Antonio Anastasia (PSDB-MG) e outros dois servidores que fazem parte da comitiva. Com isso, o Senado informa que os custos com as passagens e seguros viagem dos demais integrantes somaram um total de R$ 80.861,24. Os valores totais pagos em diárias correspondem ao montante de R$ 44.584 50.

Fonte R7

Artigo anteriorInformativo da Câmara Municipal de São Luís
Próximo artigoBrasil tem maior número de assassinatos no campo desde 2003; Pará lidera o ranking de mortes
Jornalismo Faculdade Estácio MA Especialistas em Marketing Digital RP -19-03MA Blogueira por paixão

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui