Início Sem categoria Qual é a lei que ampara pastores a prestar assistência religiosa em...

Qual é a lei que ampara pastores a prestar assistência religiosa em hospitais e assemelhados, sejam públicos ou privados, civis ou militares?

0
0
pastor1
Pastor Jaldo Oliveira Borges

O pasto Jaldo Oliveira Borges presidente da (CPBEMA), explica que, segundo a Constituição Federal, em seu art. 5º, inciso II, expressamente garante:

“Ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude de lei”.

Consequentemente, somente haverá proibição para o pastor ou líder eclesiástico adentrar a um hospital se for expressamente proibida através de lei, sendo que o hospital deverá exibir a lei proibitiva, porém, na nossa legislação brasileira, ainda não nasceu qualquer lei que trata e estabelece proibições desta natureza, muito embora se houvesse ou em caso de ocorrer a edição de lei municipal, estadual ou federal, tal lei infringiria norma constitucional, pois seria manifestamente inconstitucional, já que no artigo 5º, inciso VII, da Constituição Federal se proclama como direito fundamental a prestação de assistência religiosa nas entidades civis e militares de internação coletiva. Senão vejamos o texto garantidor da Carta Magna:

“É assegurada, nos termos da lei, a prestação de assistência religiosa nas entidades civis e militares de internação coletiva”.

O referido dispositivo torna clarividente o direito constitucional do pastor ou quaisquer lideres eclesiástico adentrarem aos hospitais para dar assistência religiosa.

A Lei 9.982, de 14.7.2000 é o dispositivo de legislação infraconstitucional que regulamenta as visitas em hospitais, inclusive os hospitais militares estão obrigados a permitir a assistência religiosa.

Em razão da sua importância, colaciona-se na íntegra o texto da referida lei:

LEI No9.982, DE 14 DE JULHO DE 2000.

Dispõe sobre a prestação de assistência religiosa nas entidades hospitalares públicas e privadas, bem como nos estabelecimentos prisionais civis e militares.

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Art. 1o Aos religiosos de todas as confissões assegura-se o acesso aos hospitais da rede pública ou privada, bem como aos estabelecimentos prisionais civis ou militares, para dar atendimento religioso aos internados, desde que em comum acordo com estes, ou com seus familiares no caso de doentes que já não mais estejam no gozo de suas faculdades mentais.

Art. 2o Os religiosos chamados a prestar assistência nas entidades definidas no art. 1o deverão, em suas atividades, acatar as determinações legais e normas internas de cada instituição hospitalar ou penal, a fim de não pôr em risco as condições do paciente ou a segurança do ambiente hospitalar ou prisional.

Art. 3o (VETADO)

Art. 4o O Poder Executivo regulamentará esta Lei no prazo de noventa dias.

O artigo 2º da Lei indica “religiosos” como privilegiados do direito de prestação de assistência religiosa. Tal expressão deve ser entendida de forma aberta e extensiva, de nenhuma maneira a lei restringe aos pastores ou padres como detentores da permissividade legal.

Repita-se. A exegese do texto legal garante a qualquer religioso, independentemente do cargo ou nomenclatura eclesiástica que ocupa internamente na instituição religiosa está protegido e legalmente autorizado a presta-la.

Portanto, tanto, o cooperador ou auxiliar, diácono, presbítero, evangelista, bispo, pastor, padre ou freira estão legitimamente investidos da autorização legal para prestar a assistência religiosa a pacientes que assim o desejarem.

Observações: Não esqueça a sua documentação de identificação.

1 – Credencial de obreiro
2 – Carta de autorização para fazer a obra de Deus.
3 – Documentos pessoais, carteira de identidade e CPF.

Pastor presidente da CPBEM Jaldo Borges Oliveira.
São Luís MA.

Contatos:
Oi – 98 989080832
Oi – 98 988832075
Tim – 98 982184517
Claro – 98 985099845
Vivo – 98 992294048

Artigo anteriorPrefeitura de São Luís realiza grande ação de limpeza no bairro Caratatiua
Próximo artigoSaiba como legalizar ou abrir uma Igreja
Jornalismo Faculdade Estácio MA Especialistas em Marketing Digital RP -19-03MA Blogueira por paixão

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui