Início Sem categoria Prefeitura reduz em mais da metade casos de crianças e adolescentes em...

Prefeitura reduz em mais da metade casos de crianças e adolescentes em situação de rua na capital

5
0

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas), reduziu em 55% os casos de crianças e adolescentes em situação de rua na capital nos últimos quatro anos. Os dados são do Serviço Especializado de Abordagem Social da Semcas, responsável pela identificação de crianças e adolescentes nos espaços públicos e encaminhamento para os serviços socioassistenciais.

Em 2013, segundo o levantamento realizado pela Semcas, São Luís possuía 259 crianças vivendo em situação de rua em São Luís. Atualmente, devido ao serviços voltados a este público o número está em 123. O serviço de abordagem social da Semcas considera, no mapeamento, casos de crianças que possuem algum vinculo familiar, mas estão expostas a alguma situação de risco como exploração sexual, violência doméstica, dependência químima, entre outras e que devido a isto passam o dia nas ruas.

O prefeito Edivaldo destacou o papel do município em assegurar a proteção de crianças e adolescentes. “A redução destes índices mostra nosso compromisso com as políticas públicas da Assistência Social, priorizando as pessoas, em especial as crianças que merecem nossa total atenção e cuidado. Fico feliz em colher os frutos destas conquistas com toda a equipe envolvida neste processo”, disse o prefeito Edivaldo.

A redução do índice ocorre em função do avanço das políticas públicas nesta área que inclui articulações com outros serviços públicos e da sociedade por meio de benefícios, serviços, programas e projetos. O foco é na melhoria do atendimento, com destaque para o Serviço de Abordagem Social, que atua diariamente nos espaços como praças, entroncamentos de estradas, terminais de ônibus, rotatórias, feiras, entre outras localidades.

“Entendemos que toda criança tem o direito de ter sua infância protegida e por conta disso, o prefeito Edivaldo determinou que crianças e adolescentes sejam prioridade em sua gestão. Para tal, atuamos em várias frentes de trabalho para que esse público saia da condição de violação de direitos e tenha vínculos familiares e comunitários restaurados, para que possam estudar, brincar e se desenvolver de forma saudável”, disse Andréia Lauande.

Após a identificação, a criança e/ou adolescente, a depender da situação, é encaminhado para os Centros de Referência Especializado em Assistência Social (Creas); inserção no Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti); Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos; Acolhimento e rede socioassistencial.

“Nossas equipes de educadores sociais realizam um trabalho fundamental de prevenção, atuando nos turnos matutino, vespertino e noturno, identificando nos territórios a incidência de crianças e adolescentes em situação de rua e possibilitando a este público ampliação do acesso aos serviços socioassistenciais e de outras políticas públicas”, destacou a coordenadora do Serviço de Abordagem Social da Semcas”, Marta Andrade.

Com as ações implementadas na gestão do prefeito Edivaldo, o município de São Luís foi reconhecido por instituições nacionais e internacionais que atuam em defesa e garantia dos direitos das crianças e adolescentes. No início deste ano, a Organização Internacional do Trabalho (OIT) classificou como positivo o desenvolvimento exitoso das Ações Estratégicas do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Aepeti).

Entre os anos de 2013 e 2016, São Luís também avançou em sete dos dez indicadores analisados pela Plataforma dos Centros Urbanos (PCU) do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). Em 2016, a Fundação Abrinq concedeu o reconhecimento pleno ao prefeito Edivaldo como Prefeito Amigo da Criança. O reconhecimento é dado a prefeitos que tenham implementado, em seus municípios, ações efetivas que melhorem a vida de crianças e adolescentes.

SEMINÁRIO

A melhoria dos indicadores relacionados a crianças e adolescentes nos últimos anos em São Luís comprova a evolução das políticas públicas e da rede socioassistencial em São Luís. Durante o Seminário Estadual “Disseminação das Diretrizes Nacionais para o Atendimento a Criança e ao Adolescente em Situação de Rua”, realizado na última semana, foram apresentados dados que ratificam o papel fundamental da atuação dos educadores sociais no sistema de garantias de direitos.

Em 2000, eram mais 1.239 crianças e adolescentes em situação de rua, atualmente, São Luís apresenta 126 crianças e adolescente em situação de rua, isso representa uma redução de 91,58 %. Os casos são acompanhados pelas equipes da Semcas.

Artigo anteriorCésar Pires solicita instalação de torre para celular no Km 17 do município de Codó
Próximo artigoPrefeitura de São Luís pagará servidores municipais nesta quarta-feira (3)
Jornalismo Faculdade Estácio MA Especialistas em Marketing Digital RP -19-03MA Blogueira por paixão

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui