Início Abuso de Poder PC investiga 11 guardas municipais por tortura, extorsão e homicídio, em Aparecida

PC investiga 11 guardas municipais por tortura, extorsão e homicídio, em Aparecida

0
0
Itens apreendidos durante prisão

Uma força-tarefa da Polícia Civil de Goiás realiza essa manhã quinta-feira, 23/09, a Operação Caronte, para cumprir mandados de prisão e busca e apreensão em desfavor de 11 guardas municipais de Aparecida de Goiânia.

A investigação tem como objeto o homicídio da vítima Maciel Batista de Oliveira, ocorrido no dia 27 de outubro de 2017, na Serra das Areias.

Maciel teria sido morto após abordagem de duas viaturas da Romu (Rondas Ostensivas Municipais – Guarda Civil de Aparecida de Goiânia) a um grupo de amigos que tomava banho em córrego perto do Jardim Tiradentes.

Na ocasião, duas viaturas chegaram ao local e abordaram o grupo, em busca de pessoas que tivessem alguma passagem policial.

Maciel, que tinha passagem anterior por tráfico, passou a ser alvo de questionamentos acerca de arma ou drogas, os quais negou possuir.

Na sequência, os guardas teriam exigido a quantia de R$ 10 mil para liberarem Maciel. A vítima teria alegado condições de conseguir apenas R$ 2 mil.

Após ser colocado em viatura, ele foi encontrado apenas no dia seguinte, com um tiro na cabeça.

Os membros da Guarda são investigados por tortura, extorsão mediante sequestro e homicídio qualificado.

http://diariocentral.com.br/cidades/pc-investiga-11-guardas-municipais-por-tortura-extorsao-e-homicidio-em-aparecida

Artigo anteriorEm São Luís, Secretaria Municipal de Meio Ambiente realiza concurso de fotografia
Próximo artigoPreso homem que matou companheiro de trabalho em Alto Brasil em Grajaú MA
Jornalismo Faculdade Estácio MA Especialistas em Marketing Digital RP -19-03MA Blogueira por paixão

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui