Início Sem categoria Passeio Serenata encanta público com histórias e músicas no Centro de São...

Passeio Serenata encanta público com histórias e músicas no Centro de São Luís

0
0

Passeio Serenata encanta público com histórias e músicas no Centro de São Luís

Centenas de pessoas conheceram a história de São Luís de uma maneira diferente durante o Passeio Serenata desta quarta-feira (20), no Centro Histórico da cidade. Figuras ilustres como Ana Jansen, Bandeira Tribuzi e Maria Aragão ganharam vida, interpretados por atores profissionais em um evento repleto de músicas saudosas e atuais, promovido pela Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Turismo (Setur).

O passeio acompanhado pelo guia de turismo Wagner Vale partiu da Praça Benedito Leite e seguiu até a Praça Nauro Machado. No percurso, os personagens foram surgindo e encantando o público. Ana Jansen em frente à Igreja da Sé; Bandeira Tribuzi e Maria Aragão, no Palácio dos Leões, reviveram fatos importantes para a formação de Sâo Luís e a cultura da cidade. “São Luís merece ser vivida. As pessoas que a fizeram e as pessoas que a fazem são o maior atrativo da nossa capital”, disse Socorro Araújo, titular da Setur.

Para a aposentada Josefa Cardoso, de 80 anos, esse evento conseguiu aliar a história com o lazer em um passeio agradável e saudoso. “A maioria das músicas relembram meus 18 anos, a minha juventude. Dá uma vontade de voltar aos meus tempos áureos. Poder relembrar isso é muito bom”, explicou Josefa, que aproveitou o passeio ao lado da sua família. Todo o trajeto foi acompanhado por um grupo de músicos da companhia Beto Bittencourt, animando a caminhada pelas ruas do Centro.

Esse é um dos principais objetivos do Passeio Serenata: agradar o público repassando a história da capital de uma maneira que todos consigam entender. A personagem de Ana Jansen, por exemplo, é interpretada por Maria Etel, de 74 anos. Segundo ela, repassar a história de uma personagem tão viva nas memórias é fundamental para continuar construindo a história preservando o passado. “Ana Jansen foi uma mulher muito imponente e com certeza merece ser lembrada. Eventos como esse são uma excelente oportunidade para isso”, afirmou a atriz.

HUMOR E HOMENAGEM

Além dos personagens contando suas histórias, a figura do pregoeiro (personagem que passeava pelas ruas da cidade entoanado cantos pra vender seus produtos) tratou de deixar tudo bem-humorado. Ele interagiu com os personagens e mostrou ao público como se dança o reggae na capital maranhense com uma parceira um tanto inusitada: uma boneca. O público respondeu com muitas risadas e aplausos.

Ao chegar na Praça Nauro Machado, todos se depararam com uma bela homenagem feita a São Luís, personificada por uma mulher, que dançou ao som de músicas como “Ilha Magnética”, de César Nascimento, e ao som do hino da cidade, “Louvação a São Luís”, de Bandeira Tribuzi.

Artigo anteriorDireito do idoso é tema de workshop ministrado pela Prefeitura na Semana Nacional do Trânsito
Próximo artigo‘FRIDA!’ abre mostra de espetáculos com temática feminina, na Galeria Trapiche
Jornalismo Faculdade Estácio MA Especialistas em Marketing Digital RP -19-03MA Blogueira por paixão

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui