Início S/CATEGORIA Não devemos julgar o próximo. Não somos juízes da Palavra de Deus,...

Não devemos julgar o próximo. Não somos juízes da Palavra de Deus, apenas observadores

22
0

Tiago 4: 1-4, nos ensina qual é o mal das guerras, discussões, desentendimentos e intrigas que há na humanidade, que vem dos desejos malignos do coração do homem.

Tiago adverte que se formos dominados por eles viveremos em guerra. Só não temos o que desejamos por :

Não pedimos à Deus de todo o nosso coração de forma humilde e por não termos um relacionamento íntimo e compromissado com Deus. A cobiça, a inveja e as contendas nos afasta do Criador.

Não devemos julgar o próximo. Não somos juízes da Palavra de Deus, apenas observadores.

Por isso, nosso comportamento deve ser de união e respeito mesmo quando discordamos em alguns pontos, amemos uns aos outros.

Devemos nos gloriar no Senhor e na esperança de que o “amanhã” virá por causa do seu amor, de sua misericórdia e de sua graça.

O motivo das “guerras”

As guerras, as contendas e os desentendimentos, vêm de dentro do homem, que cobiçam as coisas alheias, que tem inveja, que atropelam, criticam e oprimem seu próximo.

Deus não abençoa tais práticas, pois a amizade com o mundo é inimizade contra Deus, quem quer ser amigo do mundo faz-se inimigo de Deus.

“Deus se opõe aos orgulhosos, mas concede graça aos humildes”.

Que possamos nos aproximar mas do Senhor Jesus, praticando o amor, a união, a tolerância . Paz de Cristo a todos

.

Artigo anteriorO CÍRCULO AO REDOR DO SOL CHAMA-SE HALO SOLAR; O QUE É HALO SOLAR ?
Próximo artigoPM ATIRA E MATA UNIVERSITÁRIA EM RIO PRETO DA EVA AMAZONAS
Jornalismo Faculdade Estácio MA Especialistas em Marketing Digital RP -19-03MA Blogueira por paixão

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui