Início Sem categoria Mais qualidade na educação: escolas da rede municipal são reformadas

Mais qualidade na educação: escolas da rede municipal são reformadas

0
0

Mais qualidade na educação: escolas da rede municipal são reformadas
Escolas instaladas em prédios seculares estão recebendo obras de requalificação como parte do programa de melhoria da infraestrutura da rede municipal de ensino, implementado pela Prefeitura de São Luís por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed). São escolas com mais de 30 anos de funcionamento cuja arquitetura foi adaptada no primeiro momento para atender a uma demanda crescente, e atualmente passam pelo processo de modernização e adequação arquitetônica.

Em pelo menos duas destas unidades de ensino, as obras estão na reta final e serão entregues ainda no início deste segundo semestre. Na Unidade de Educação Básica (U.E.B.) Alberto Pinheiro, localizada no Centro, a Prefeitura concluiu no mês de janeiro deste ano, as obras no prédio anexo, onde funciona a Unidade de Ensino Infantil. A última reforma que a escola havia recebido foi em 2008.

“Temos acompanhado de perto os serviços de reforma e manutenção feitos nas escolas da rede, requerendo sempre do setor de engenharia o cumprimento dos prazos já determinados no planejamento, seguindo recomendações do prefeito Edivaldo, que também tem acompanhado de perto este trabalho, fazendo vistorias rotineiras no canteiro de obras. Já entregamos este ano dezenas de escolas reformadas, garantindo aos estudantes espaços mais agradáveis para o aprendizado, mais limpos, seguros e arejados”, destaca o secretário municipal de Educação, Moacir Feitosa.

Este ano, houve aumento do número de matrícula nos dois turnos de atendimento. São 105 alunos da creche (31), Infantil I (37) e Infantil II (37). “A maioria dos nossos alunos são provenientes de bairros mais distantes. Os pais aproveitam o roteiro para o trabalho para deixá-los na escola. São filhos de comerciantes informais e funcionários públicos”, explica Liliane Vale, especialista em educação e coordenadora da escola.

Nas instalações mais antigas do Alberto Pinheiro, a Prefeitura prossegue nos serviços de reforma. Desde 1988 a escola funciona no prédio. Quase tudo foi refeito, do telhado ao piso. Substituição do piso, de todas as esquadrias e janelas do prédio de estilo colonial, da rede elétrica e hidráulica e de esgoto, revestimento dos banheiros e de parte da estrutura de concreto. “Tivermos que fazer um trabalho de recuperação profunda da base. A estrutura estava bastante comprometida”, explicou Valdenildo Vieira, encarregado da obra.

No bairro da Liberdade, a Semed realiza os últimos reparos no telhado da U.E.B. Mario Andreazza. Inaugurada pelo Governador do Estado à época, a escola foi instalada em prédio do início do século XX, erguido para servir de sede do matadouro oficial da cidade.

Ao longo do tempo, a Mário Andreazza recebeu reparos pontuais e acumulou problemas na estrutura física. Com o anexo, a escola atende 1.309 alunos em três turnos de funcionamento. No período noturno funciona na modalidade Ensino de Jovens e Adultos (EJA). Pelo programa de restruturação da Prefeitura de São Luís em curso, a escola recebeu telhado novo, substituição de parte do forro, das instalações hidráulicas e elétricas, além de pintura.

REFERÊNCIA

Fora do eixo central da cidade, há escolas que se tornaram referências de comunidades tradicionais e que integraram o cronograma de obras do programa de requalificação das unidades escolares. A U.E.B. Oliveira Roma, no Vinhais Velho, é um exemplo destacável de parceria entre o poder público e comunidade na conservação da estrutura.

A diretora Lindalva Araújo de Souza com experiência de décadas no ambiente pedagógico descreve o direcionamento para resultados satisfatórios. “Aqui se ensina a criança e ao jovem que a escola é delas. Assim como suas casas, elas devem tratar com cuidado para que as outras que virão tenham um lugar digno”, observa Lindalva, do alto de 20 anos como gestora da escola.

No ano passado a escola foi requalificada com reparos pontuais. A avaliação sobre o estado de conservação das instalações físicas da Oliveira Roma se sucede por gerações. “É uma boa escola. As aulas são boas, o atendimento é bom. Tenho um filho que começou aqui e está no ensino médio. Eu e minhas três irmãs estudamos aqui e todos os nossos filhos estudam aqui”, relata Cristiane Alves da Silva, moradora do Recanto do Vinhais.

A Oliveira Roma atende em larga escala moradores da Vila 25 de Maio, Vila Progresso, Kubanacan e comunidades adjacentes. São 234 estudantes matriculados nos três turnos.

EDUCAÇÃO INFANTIL

Na rede de Educação Infantil a Prefeitura deve entregar em breve o Jardim de Infância Tom & Jerry, inaugurado em 2001. Além de troca de piso, novas instalações sanitárias e nova pintura, a escola recebeu novos equipamentos pedagógicos.

Serviços semelhantes foram realizados na U.E.B. Menino Jesus de Praga, também no Planalto Vinhais II. Com mais de 20 anos de construção, a escola apresentava problemas que impossibilitavam os estudantes da prática esportivas e atividades lúdicas. Com 680 alunos matriculados, a escola tem Ensino Fundamental I e II e EJA.

“A obra ficou excelente. Todos nós ganhamos com esta obra. Desde o dia 2 de maio, o ambiente está muito melhor. Estamos apostando na melhoria do rendimento escolar”, afirma a diretora Mary Bogéa, gestora há quatro anos da U.E.B. e com mais de 30 anos no exercício do magistério.

Para a comunidade da Vila Palmeira, a reforma do teto da U.E.B. Newton Neves em outubro do ano passado contribuiu para atrair mais alunos. São 560 matriculados que frequentam a escola que ganhou novos ventiladores, melhorias da quadra de prática esportiva e do sistema de água com novas caixas d´água. “A gente tenta fazer o máximo para conservar a escola e o ambiente pedagógica”, destaca a diretora Marília de Jesus Pereira.

Gradativamente as escolas ganham uma fisionomia de dignidade que a Prefeitura de São Luís resgata por meio de um programa com cronograma iniciado ainda na primeira gestão do prefeito Edivaldo. Mais de 100 das 270 escolas da rede municipal de ensino passam por requalificação e reformas que até o final do ano serão concluídas.

Artigo anteriorPré-conferência da Saúde chega aos distritos da Cohab e Coroadinho
Próximo artigoGovernador se calou diante de injustiça
Jornalismo Faculdade Estácio MA Especialistas em Marketing Digital RP -19-03MA Blogueira por paixão

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui