Início COTIDIANO DELEGADA DIZ QUE VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER É CULTURA MACHISTA MILENAR QUE...

DELEGADA DIZ QUE VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER É CULTURA MACHISTA MILENAR QUE DEVE SER BANIDA

3
0

O MARANHÃO É O PRIMEIRO ESTADO DO BRASIL A IMPLANTAR UM DEPARTAMENTO DE FEMINICÍDIO.

DIZ KAZUMI TANAKA COORDENADORA DAS DELEGACIAS DA MULHER NO MARANHÃO.

O assassinato de mulheres vítimas da violência doméstica no Brasil atinge índices altíssimos que preocupa as autoridade em todo país.

No Maranhão a situação não é diferente, ano passado por exemplo foram 43 mulheres vítimas de feminicídio(Quando Homem mata a sua companheira).

Neste ano de 2019, trinta e seis mulheres já foram assinadas por homens com quem tinham algum tipo de relacionamento afetivo.

O último caso registrado, foi na cidade Bom Jardim-MA onde Daniel de Sousa Santos(22), assassinou a jovem Thays de Andrade(26), pelo simples fato da vítima não ter aceitado um relacionamento amoroso com o assassino.

No mês passado a reportagem SJNOTÍCIASMA, esteve conversando com uma especialista em violência contra a mulher.

A Delegada Kazumi Tanaka Coordenadora das Delegacias da Mulher no Maranhão.

Delegada Kaumi, foi Delegada Especial da Mulher há mais de dez anos, portanto conhecedora profunda da questão da violência domestica no Maranhão, Brasil e mundo, isto porque a violência contra mulher é praticada em todos os países do mundo, sempre da mesma forma e pelos mesmos motivos.

Dra. Tanaka falou que esta modalidade criminosa, existe desde os primórdios tempos do mundo.

A violência contra mulher é uma pratica criminosa que deve ser combatida. Trata-se de uma cultura machista milenar que tem que ser banida. Disse!

Falou que no Maranhão o Governo do Estado tem dado resposta a este tipo de crime, com a criação da patrulha Maria da Penha, Casa da Mulher Brasileira, Plantões 24 horas na Delegacia Especial da Mulher, palestras que são proferidas com o objetivo de orientar a mulher maranhense no sentido dela não se calar diante da violência sofrida.

Mas sim denunciar aqueles homens que das mais variadas formas agridem as suas companheiras.

E por conta de todo esse trabalho que está sendo feito, houve uma redução nos caso de violência contra a mulher no Maranhão.

Por: Stenio Johnny
Radialista/ Repórter Investigativo
RI/RPJ-MA 0001541
SJNOTÍCIASMA às 10:25

Artigo anteriorFilho de major da PM é assassinado por tiros na cabeça no Bacuri
Próximo artigoCaso da pequena Ashley Lavínia que engoliu moeda é preocupante
Jornalismo Faculdade Estácio MA Especialistas em Marketing Digital RP -19-03MA Blogueira por paixão

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui