Início POLÍTICA Com ações eficazes, Prefeitura de São Luís reduz número de casos de...

Com ações eficazes, Prefeitura de São Luís reduz número de casos de dengue no primeiro semestre do 2021

1
0

No primeiro semestre deste ano, São Luís não registrou nenhuma morte causada por dengue, segundo um levantamento da Prefeitura de São Luís, por meio do programa de Arvboviroses da Secretaria Municipal de Saúde (Semus).

O número positivo é reflexo do trabalho de controle e combate às endemias, desenvolvido pela política de saúde da gestão do prefeito Eduardo Braide.

“As arboviroses são doenças com grande potencial de alastramento. Por isso, a Prefeitura na gestão Eduardo Braide tem reforçado o importante trabalho das equipes de endemias, que diariamente, estão visitando os lares ludovicenses em busca de acabar com focos de mosquitos transmissores e orientando cada família sobre os cuidados necessários”, disse o titular da Semus, Joel Nunes.

Entre janeiro e julho de 2021 foram registrados 104 casos de dengue, doença que é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti.

O número representa bem menos da metade das notificações pela doença que haviam sido registradas em 2020 na capital maranhense, que, ao todo, contabilizou 738 casos de infecção pela doença.

Dados do Programa de Arboviroses da Semus também apontam um declínio na notificação de outros casos de doenças causadas pelo Aedes aegypti em 2021.

De janeiro até julho, foram registrados 15 casos de chikungunya e 20 do zika vírus. Já no ano passado, a Semus, contabilizou 49 notificações de casos de chikungunya e 64 do zika vírus.

O coordenador do Programa de Arboviroses, Pedro Tavares, reforça a importância da contribuição da população para o combate às endemias.

Ele afirma, que além do trabalho de fiscalização em domicílio, a Prefeitura também faz nebulização com carros fumacê e trabalha na divulgação de informações sobre as doenças.

“O combate ao Aedes aegypti em São Luís é realizado de janeiro a dezembro, sem parar. Nós queremos alertar a população, que embora tenhamos uma queda significativa nos casos de endemias neste ano, não podemos baixar a guarda e deixar que a proliferação de casos aconteça. Temos feito um trabalho intenso e muito importante de combate às endemias, com visitas em pontos estratégicos, nebulização com carros fumacê e massificando as informações sobre controle e combate às doenças”, pontuou.

Combate ao mosquito
Mesmo com a queda nas notificações, os agentes de endemias seguiram, nesta quinta-feira (5), intensificando os trabalhos de fiscalização e combate às doenças no bairro Cohatrac, em São Luís.

Seguindo os protocolos sanitários em combate à Covid-19, como o uso de máscara, de luvas e do álcool em gel, os profissionais visitam as casas e fornecem orientações sobre os cuidados com o mosquito Aedes aegypti para a população.

A visita é feita após a autorização do morador. Na residência, é realizado um trabalho de inspeção de locais com água parada ou focos do mosquito transmissor.

Os agentes eliminam os criadouros, com o auxílio de larvicidas, para evitar a proliferação de novos mosquitos.

“Os nossos agentes estão de casa em casa, pedindo permissão para realizar tratamento focal, em terraços, pátios, áreas externas e em quintais. Mas, a população precisa entender que todo o trabalho precisa do apoio dos moradores de São Luís, para que possa ser feito um trabalho preventivo sem intervenções”, explicou Pedro Tavares, coordenador de arboviroses.

Além disso, o morador recebe orientações de como evitar criadouros do Aedes aegypti em casa.

Entre as principais dicas, está tampar reservatórios de água, manter calhas limpas, deixar garrafas viradas e preencher com terra os vasos de plantas.

O monitoramento do mosquito é feito, diariamente, por 315 agentes de endemias.

Destes, 303 fazem visitas domiciliares em diversos bairros da capital maranhense e, outros 13 profissionais, trabalham no combate específico a pontos estratégicos e de vulnerabilidade, como cemitérios, sucatas e ferros-velhos.

A Prefeitura de São Luís, também reforça que a população mantenha os cuidados diários para combater esses tipos de endemias e pede que, em caso de sintomas que possam indicar a infecção, procure um serviço médico adequado.

Moradores aprovam
O trabalho de combate ao mosquito Aedes aegypti tem sido aprovado pelos moradores dos bairros da capital maranhense. Para Cassius de Oliveira Reis, morador do Cohatrac, as orientações passadas pelos profissionais são importantes para reforçar os cuidados e a prevenção contra doenças.

“O trabalho que os agentes desenvolvem é muito importante, principalmente para reforçar os cuidados que nós precisamos ter com a dengue. Mesmo em pandemia, faço questão de receber esses profissionais em casa, que são sempre muito educados e ajudam a prevenir essas doenças que causam muitos danos à saúde”, disse.

Dona Maria da Conceição Barros, moradora do Cohatrac, também aprova as ações realizadas pela Prefeitura de São Luís em combate às endemias.

“É muito maravilhoso poder receber essas informações dos agentes de endemias. A gente que tem plantas em casa, garrafas e tanque tem sempre que manter os cuidados para não deixar a doença proliferar. Sem dúvidas, é muito importante esse trabalho, que deve ser sempre intensificado”, afirma

Artigo anteriorRelembre a trajetória política do senador José Maranhão
Próximo artigoSancionada lei que garante direitos à saúde das mulheres que passem por perdas gestacionais
Jornalismo Faculdade Estácio MA Especialistas em Marketing Digital RP -19-03MA Blogueira por paixão

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui