Início Abuso de Poder Brasileira é violentada e amordaçada por coiotes na fronteira dos EUA

Brasileira é violentada e amordaçada por coiotes na fronteira dos EUA

1
0

Participe da vaquinha e ajude salvar essa vítima de bandidos inescrupulosos e desalmados das fronteiras

Uma brasileira foi sequestrada, amarrada, amordaçada e violentada por coiotes quando tentava atravessar a fronteira do México com os Estados Unidos.

A vítima é Jessiane Gonçalves Schneider, de 24 anos.

Jessiane foi sequestrada, violentada, amordaçada e agredida por coiotes na fronteira do México com os EUA

Ela foi encontrada por um fazendeiro na região entre a cidade mexicana de Ciudad Juarez e a americana El Paso, em 5 de dezembro. Desde então, a jovem está hospitalizada.

O caso foi denunciado pela irmã da vítima, Regiane Schneider, em suas redes sociais.

A família e amigos criaram uma vaquinha online para arrecadar dinheiro e custear o tratamento de Jessiane.

O contato com parentes foi feito por uma enfermeira de Ciudad Juarez que conseguiu encontrar a família no Brasil pelo sobrenome da vítima.

Jessiane tentava chegar a Nova Jersey, onde seu marido está há três meses.

“Mas infelizmente caiu em mãos erradas, ao tentar atravessar pelo México”, diz o texto da campanha de arrecadação de dinheiro.

Conforme a descrição, Jessiane “foi sequestrada e violentada de todas as formas a quase chegar à morte”.

A vítima chegou a enviar vídeos pedindo para a família ter misericórdia, mas os parentes não tinham mais recursos para enviar aos traficantes.

Sem o dinheiro, os coiotes entregaram a vítima para o serviço de imigração, em El Paso, no Texas.

“Literalmente eles achavam que a tinham matado pois estava amordaçada e com tiras em volta do pescoço, informações dada pelo próprio médico a um advogado”, diz a nota.

De acordo com a publicação dos criadores da vaquinha, o hospital tem cobrado as despesas médicas que vão ficar por conta do marido de Jessiane.

Nas redes sociais, a comunidade brasileira tem se mobilizado para ajudar na arrecadação de dinheiro.

“Gostaria de pedir aqui a todos que possam contribuir com uma ajuda para essa família desesperada que está sofrendo tanto neste difícil momento, mas ainda existe o sopro de vida”, escreveu uma brasileira moradora de Framingham, em Massachusetts.

Até o momento, a campanha contou com a participação de 153 pessoas e arrecadou US$ 6.773 (equivalente a R$ 38,5 mil).

A meta é levantar a quantia de US$ 8 mil (equivalente a R$ 45,5 mil).

Terra Brasil Notícias

Leia mais no endereço abaixo

https://www.metropoles.com/mundo/brasileira-e-violentada-e-amordacada-por-coiotes-na-fronteira-dos-eua

Artigo anteriorMorre cantor Maurílio, da dupla com Luíza, aos 28 anos
Próximo artigoGrupo Teoria das Artes encerra com sucesso agenda de espetáculos no Maranhão
Jornalismo Faculdade Estácio MA Especialistas em Marketing Digital RP -19-03MA Blogueira por paixão

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui