Avião com sete pessoas a bordo cai no Amazonas


Um avião que não conseguiu decolar, caiu de um barranco no aeroclube de Manaus, na manhã de segunda-feira 27/04, segundo o Corpo de Bombeiros. Quatro adultos e duas crianças – incluindo um bebê de 11 meses estavam na aeronave. Não há nenhum registro de óbito.

O acidente teria acontecido por volta de 8h40 – horário que os Bombeiros foram acionados para a ococrrência. A aeronave teria passado direto da pista e caído no barranco.

O destino do voo era Itaituba, no Pará, de acordo com os bombeiros. Uma equipe do Batalhão de Bombeiros Especial foi deslocada para o local.

Em nota, a Força Aérea Brasileira (FAB) informou que apura a ocorrência envolvendo a aeronave de matrícula PR-OBU.

“A Ação Inicial é o começo do processo de investigação e possui o objetivo de coletar dados: fotografar cenas, retirar partes da aeronave para análise, reunir documentos e ouvir relatos de pessoas que possam ter observado a sequência de eventos” diz comunicado.

O ESTADO DE SAÚDE…

Os seis passageiros a bordo de uma aeronave que caiu no momento da decolagem do campo de aviação, quatro adultos e duas crianças, estavam feridos e foram resgatados por uma equipe do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) e encaminhados para atendimento no Hospital e Pronto-Socorro (HPS) João Lúcio, HPS 28 de Agosto e HPS da Criança da Zona Leste.

Os passageiros adultos, dois homens de 20 e 49 anos, e duas mulheres de 28 e 31 anos, foram encaminhados ao João Lúcio e ao 28 de Agosto.

A mulher de 28 anos teve escoriações leves e está em avaliação com obstetra.

A outra passageira sofreu um corte leve na perna, e segue em observação e avaliação.

Os dois homens tiveram escoriações leves, sendo que o de 20 anos segue em observação e avaliação da equipe médica, e o outro está em avaliação com cirurgião-geral.

As crianças resgatadas, sendo uma de 6 anos e outra de 11 meses de idade, foram levadas para o HPS da Criança da Zona Leste (Joãozinho).

A criança de 11 meses passou por avaliação com neurocirurgião, ortopedista, cirurgião-geral e pediatra, e foi submetida a exames de raio-X, sangue e tomografia de crânio. Não apresenta fraturas e segue em observação.

Já a criança de 6 anos foi avaliada por equipe composta por neurocirurgião, ortopedista, cirurgião-geral e pediatra, e realizou exames de raio-X e tomografia, que não apresentaram fraturas, além de exame laboratorial. Ela segue em observação.

G1 MANAUS

COTIDIANO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp Contate-nos