Início Denúncía A Unidade de Saúde de Zoonoses (UVZ), de São Luís nega testes...

A Unidade de Saúde de Zoonoses (UVZ), de São Luís nega testes rápidos a animais em geral

17
0

Na tarde deste Domingo Recebemos a denúncia de que agentes de saúde da referida unidade estão impossibilitados de realizar testes rápidos em animais de rua.

Inicialmente segundo informações nos passada isso ocorre pela exigência do coordenador Arnaldo, que se recusa entregar os testes rápidos para os guardas.

Vejam a situação desse animal

 

Ele alega que os donos dos animais que devem conduzir os mesmos até a unidade pra fazerem o teste.

Levando em consideração que São Luís é uma cidade repleta de animais de rua, que mesmo doentes são acolhidos pelas comunidades que os alimentam, atitude essa que é humana, mas leva riscos para as crianças e adultos do local.

Já tivemos em São Luís, mas precisamente na Cidade Operária uma morte por calazar e adquirido de animal em situação de rua.

Pessoas de outras áreas abandonam seus animais doentes pelas periferias da cidade gerando mais problemas pra áreas já tão carentes.

Então o desejo dos moradores é que os agentes continuem fazendo o teste rápido nas comunidades, e o senhor Arnaldo diacorda, acaso ele acha que é fácil pra qualquer morador pegar um animal doente e levar até a unidade? Sendo que é dever da prefeitura recolher os animais doentes?.

Qual motorista de aplicativo por exemplo vai aceitar carregar um animal doente? As pessoas estão sem condições pra pagarem suas próprias conduções que se dirá pagar transporte pra cães doentes.

O apelo é direcionado ao secretário de Saúde do Município Dr Joel, que intervenha nessa grave situação de saúde pública, e libere os testes rápidos para que os agentes possam executar seu trabalho com qualidade.

E queremos cobrar também a Campanha Anti-Rabca, porque ainda não está acontecendo a campanha? Sempre aconteceu no mês de outubro e já estamos em meados de novembro e nada de campanha.

O governo federal ainda não enviou essa verba? Qual o motivo da ausência da campanha?
Alguns agentes dizem que o Ministério Público proibe o recolhimento e sacrifício do animal.

E a sociedade já tá cansada de tanta omissão com ruas e praças cheias de animais doentes.

ATENÇÃO Ministério Público, se procede a denuncía, qual a indicação que a comunidade deve receber?

Muitos chegaram até esta profissional da imprensa e falaram que vão pegar um caminhãozinho e recolher os animais e soltar nas áreas nobres.

E nós pedimos um pouco de tolerância até o contato da secretaria se manifestar.

Os guardas têm muita boa vontade, mas falta carrocinhas, espaço pros animais, falta cambão, e também falta material humano, uma vez que vários funcionários já se appsentaram e
São Luís é a única capital do Brasil que não conta com um setor de zoonoses operante.
“Pedimos ao prefeito e ao secretário de saúde que agilize 100% o processo de funcionalidade da secretaria, viaturas, testes rápidos, contra prova, e tudo mais que é necessário, as pessoas estão correndo riscos” diz o agente procurado pela unidade 101 pra recolher um animal doente que vive em seu seio.

Encontramos o animal na região da pracinha nos fundos do quartel e até mesmo deitada dentro da área do batalhão.

Então fica a denúncia e o apelo às autoridades competentes.

A situação é grave e antiga como mostramos nas matérias abaixo

http://sjnoticiasma.blogspot.com/2015/05/prefeitura-municipal-de-sao-luis-tira.html?m=1

 

 

http://g1.globo.com/ma/maranhao/noticia/2015/10/calazar-preocupa-centro-de-controle-de-zoonoses-do-maranhao.html

 

Artigo anteriorVídeo: Grave acidente tira as vidas de funcionária do Mateus e amiga em Açailândia – MA
Próximo artigoWilliam Santos celebra a 10º edição do Prêmio Carpe Diem na Villa Reale Buffet Calhau
Jornalismo Faculdade Estácio MA Especialistas em Marketing Digital RP -19-03MA Blogueira por paixão

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui